Chamada para submissões

O Arquivo Histórico de Moçambique (AHM), o Centro Nacional de Documentação Informação de Moçambique (CEDIMO) e a Comissão para a Implementação de Normas do Segredo do Estado (CPISE) vão organizar, entre os dias 19 a 23 de julho de 2021, na cidade de Maputo, a 26ª Conferência Geral da ESARBICA (Eastern and Southern Africa Regional Branch of the International Council on Archives) sob o lema “consolidando a gestão de documentos e arquivos rumo a transformação digital do sector público”.

A Conferência Geral a realizar-se de 21 a 23 de Julho será precedida pela reunião anual dos directores dos Arquivos da ESARBICA e por uma pré-conferência (seminário) dedicada aos arquivistas júnior, subordinado a gestão de documentos e arquivos electrónicos, entre os dias 19 e 20 de Julho.

A conferência visa discutir políticas, estratégias e sistemas de gestão e preservação de documentos e arquivos no ambiente digital. Igualmente, tem como objectivo adequar as praticas arquivísticas do ambiente manual para o digital.

Assim, o evento constituirá um fórum de discussão sobre aspectos teóricos e práticos sobre a gestão e preservação de documentos e arquivos digitais do sector público, beneficiando de experiências científicas de estudiosos da área e membros da

  • Submissão de resumos: até 10 de Maio dec2021;
  • Notificação de resumos aceites: 10 de Maio de
  • 2021;
  • Submissão dos artigos completos: 10 Junho de 2021.

Por favor envie os resumos a keakopas@hotmail.com;

raugusto90@hotmail.com; e mnkennp@unisa.ac.za.

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO ESTATAL E FUNÇÃO PÚBLICA

CPISE Comissão

Diretrizes para Autores

Os resumos e publicações deverão ser elaborados conforme as normas estabelecidas pela Unidade Editorial, clique aqui para aceder as normas.

INSTRUÇÕES PARA AUTORES

1           A REVISTA CIENTÍFICA DA UEM

A Revista Científica da Universidade Eduardo Mondlane ¬ (RC-UEM) é uma revista académica, publicada pela Unidade Editorial da Revista Científica da Universidade Eduardo Mondlane. É de Acesso Aberto, bianual (lançada nos meses de Maio e Novembro de cada ano) e tem como principal objectivo difundir os resultados das actividades científicas realizadas por docentes e investigadores da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e de outras instituições de ensino superior e de investigação.

Publicada em séries, a RC-UEM está aberta à contribuição de autores nacionais e internacionais, desde que se enquadrem nas suas normas editoriais. Nela são publicados artigos originais, de revisão temática e notas (artigos muito curtos, mas com resultados originais), resultantes das actividades de investigação e de extensão, após análise do manuscrito pelo corpo editorial.

1.1    As Séries da RC-UEM

Os manuscritos encaminhados para publicação na RC-UEM devem estar enquadradas em uma das séries abaixo indicadas:

•    Ciências Biomédicas e Saúde Pública;

•    Engenharias, Arquitectura, Urbanismo e Tecnologia;

•    Letras e Ciências Sociais;

•    Ciências Naturais e do Ambiente;

•    Ciências Agronómicas, Florestais e Veterinárias;

•    Ciências da Educação;

•    Ciências Jurídicas;

•    Ciências Económicas, Administração e Desenvolvimento.

2      SUBMISSÃO DE MANUSCRITOS

2.1    Disposições Gerais

  • Na RC-UEM só serão aceites artigos científicos em que pelo menos um dos autores tenha o grau de Doutor. Caso contrário, o manuscrito deverá ter sido analisado e aprovado científica e eticamente por pelo menos um Doutor, e ser referido em carta enviada como anexo no processo de submissão;
  • A submissão de manuscritos para publicação na RC-UEM implica, por um lado, que estes não tenham sido publicados em outras revistas científicas, em processo de análise ou in press numa outra revista científica. Por outro lado, uma vez aceites os artigos para publicação nesta revista, implica que estes não serão publicados no mesmo formato em outras revistas sem permissão escrita da Unidade Editorial da RC-UEM;
  • Para a publicação de artigos científicos na RC-UEM os manuscritos devem ser enviados por e-mail para o seguinte endereço de email: rc_uem@uem.mz ou através do sítio: www.revistacientifica.uem.mz;
  • Toda a correspondência, incluindo a notificação ao autor sobre a decisão do editor e pedido de revisão do manuscrito, será realizada, tanto quanto possível, por e-mail, evitando, deste modo, a necessidade de uso de documentos impressos;
  • A aceitação ou recusa dos manuscritos será sempre uma decisão com base no parecer dos avaliadores.

3      NORMAS DE APRESENTAÇÃO DO MANUSCRITO

Os artigos deverão ser elaborados conforme as normas estabelecidas pela Unidade Editorial.

3.1     Idioma

Os artigos submetidos na RC-UEM podem ser redigidos na língua Portuguesa ou Inglesa, devendo o resumo (abstract) estar nas duas línguas. Neste caso, esta síntese deve ser, um em relação ao outro, a versão exacta da tradução de uma língua para a outra, seguida pela tradução, também precisa, das palavras-chave.

3.2     Formatação

3.2.1   Tamanho do Documento

A Unidade Editorial estabelece um máximo de 30 páginas por artigo científico. A este respeito e para efeitos de publicação nesta Revista, desencoraja-se a fragmentação de relatórios de pesquisa em vários pequenos textos.

3.2.2   Fonte

O corpo do manuscrito deve ser redigido em texto corrido, espaçamento 1,5, fonte Times New Roman, tamanho 12. A página deverá ser do tamanho A4, com formatação de margem superior e esquerda de 3,0cm; a inferior e direita de 2,0cm. O texto deve conter, necessariamente, a numeração da página no canto inferior direito.

Relativamente aos parágrafos, estes devem ser caracterizados pela linha em branco entre si e sem o recuo inicial.

3.2.3   Figuras e Tabelas

As figuras e tabelas não deverão ser inseridas no texto, devendo estas ser apresentadas em separado, com indicação clara do título e das legendas.

3.2.4   Símbolos

  • As unidades numéricas, abreviaturas e os nomes científicos usados ao longo do texto devem ser claramente indicados e devem seguir as normas vigentes do Sistema Internacional de Unidades (SI). Caso outras unidades tenham sido usadas, indique o equivalente no SI;
  • Os nomes científicos de espécies animais e de plantas devem ser escritos em latim e em itálico;
  • Os nomes comerciais ou abreviações de produtos químicos devem ser apenas usados quando precedidos pelo nome do químico ou nome científico correspondente. Deve ser evitado o uso de abreviações que não fazem parte do jargão da especialidade;
  • Equações matemáticas devem ser indicadas em negrito ou numeração indo-arábico.

3.2.5   Notas de Rodapé

As notas de rodapé (excepto as das tabelas) devem ser identificadas em superscrito, usando algarismos arábicos que deverão ser sobrescritos no final do texto ao qual se refere cada nota. Entretanto, as notas de rodapé devem ser depois convertidas em “Notas de Fim”, e devem ser apresentadas no fim do artigo, isto é, a seguir à indicação das Referências Bibliográficas. A excepção serve para os dados sobre a filiação dos autores, que devem estar em rodapé na mesma página em que esses dados são referidos.

3.2.6   Anexos

Os anexos serão permitidos apenas como material complementar para auxiliar à avaliação pelos pares, mas não serão incluídos na publicação final.

3.2.7   Disposições Gerais

  • Para efeitos de uniformização, a Unidade Editorial reserva-se o direito de ajustar o estilo do manuscrito para um certo padrão.
  • Os autores devem conservar a cópia dos seus manuscritos. A Unidade Editorial não se responsabilizará pelos danos ou perda do manuscrito. Os manuscritos originais serão descartados um mês após a publicação do artigo correspondente, salvo situações em que a Unidade tenha sido solicitada a fazer a devolução do original após a publicação.

4      ESTRUTURA DOS MANUSCRITOS

Salvo excepções justificadas, como é o caso de trabalhos de revisão, resenhas, etc., os manuscritos, de um modo geral, devem conter:

4.1    Rosto (Página inicial)

Esta página deve conter o título para o artigo, nomes dos autores e respectiva filiação. O título deve ser curto e descritivo e não deve conter nenhuma abreviação. O título deve ser apresentado nas duas línguas (português e inglês ou vice-versa), devendo a segunda ser a tradução exacta da língua original. Os nomes de todos autores devem ser listados numericamente como superscrito, e, por baixo, acompanhados pelos respectivos e-mails. Nos casos de mais de um autor, o autor correspondente, isto é, o responsável pela troca de correspondência com a equipa editorial, deve estar claramente indicado.

4.2    Resumo e Abstract

O resumo e o abstract devem conter não mais do que 250 palavras. Estes devem incluir uma breve descrição dos métodos utilizados na pesquisa e, nas conclusões, enfatizar o que de novo existe como resultado do trabalho de investigação, suas implicações e potencias aplicações.

Depois do resumo e do abstract, os autores devem indicar três a quatro palavras-chave (key- words). Cada palavra-chave deve estar separada por uma vírgula.

Quanto à fonte, neste caso, deve-se adoptar um espaçamento simples, fonte Times New Roman, tamanho 10.

4.3    Introdução

Esta deve incluir uma curta revisão bibliográfica e discussão teórica, as razões para a realização e os objectivos do estudo.

4.4    Materiais e métodos

Deve conter, de forma breve, a informação suficiente para que seja possível para outros reproduzir a mesma metodologia, devendo apenas ser descrito os detalhes de novos métodos ou procedimentos.

4.5    Resultados

Podem ser apresentados em texto, tabelas, figuras e ou gráficos. Deve-se evitar ser redundantes no texto, se a mesma informação estiver apresentada em tabelas ou gráficos. As figuras e as tabelas devem ser enumeradas consecutivamente na mesma ordem em que estas são referidas no texto.

4.6    Discussão

Deve ser concisa e deve conter a interpretação dos resultados apresentados no capítulo dos resultados e como estes se ajustam (ou não) aos resultados de outros trabalhos publicados. No final da discussão, devem ser apresentados, de forma sucinta, as principais conclusões do trabalho.

4.7    Agradecimentos

Esta parte é reservada a agradecer a contribuição individual, institucional e suporte financeiro dado ao trabalho. Na submissão de manuscritos para publicação, os autores devem assegurar que todos os potenciais conflitos de interesse tenham sido previamente considerados. Os agradecimentos devem ser inseridos como notas de fim.

5      NORMALIZAÇÃO BIBLIOGRÁFICA (normas básicas)

5.1    Citações

As citações num texto podem ser directas ou indirectas, conforme a explicação que se segue:

5.1.1   Citação Directa

Refere-se à transcrição literal do texto do autor. Neste caso, a frase citada deve constar entre aspas duplas (“ ”), seguida pela menção de responsabilidade, a data do documento e a indicação da página na qual o texto foi retirado. A citação directa pode ocorrer nas modalidades que se seguem, conforme os exemplos:

  • Exemplo 1: as citações podem ser directas ou indirectas, em que a “directa refere-se à transcrição literal do texto do autor” (MACAMO, 2000, p. 20);
  • Exemplo 2: De acordo com Macamo (2000, p. 20), a “citação directa refere-se à transcrição literal do texto do autor”;

Portanto, a indicação de responsabilidade será em MAIÚSCULAS quando for imediatamente posterior ao texto citado, e minúsculas quando esta for feita antes do texto, conforme o exemplo acima indicado.

5.1.2   Citação Indirecta

Corresponde à paráfrase, isto é, quando não se incorpora directamente o texto do autor. Neste caso, a menção de responsabilidade ser acompanhada pelo data do documento. Neste caso, dispensa-se a indicação da página na qual o texto citado foi retirado.

5.2         Indicação de Responsabilidade

A responsabilidade (ou autoria) de um trabalho científico pode ser indicada segundo as modalidades que se seguem:

  • Um autor: indica-se o nome (apelido) e a data (ano) de publicação;
  • Dois até três autores: indicam-se os nomes dos autores separados por ponto e vírgula e/ou pela conjunção e, para separar em relação ao último nome, seguida pela data de publicação;
  • Mais de três autores: indica-se o primeiro nome, seguido pela expressão latina et al., seguida pela indicação da data de publicação do documento.

5.3     Referências Bibliográficas

A indicação das referências bibliográficas, baseadas nas normas da ISO (International Standard Organization) deve ser feita de acordo com as disposições gerais, tipo de material e exemplos a seguir:

5.3.1        Disposições Geriais

  • A indicação de responsabilidade é feita na ordem invertida do nome do(s) autor(es), na qual os apelido(s) (sobrenomes) são apresentados em MAIÚSCULAS;
  • Responsabilidade com até três autores: indicam-se os nomes dos autores separando-os por ponto e vírgula e a pela conjunção e para a indicação do último nome;
  • Para mais de três autores, indica-se o primeiro nome, seguido pela expressão latina et al.
  • Deve haver um espaço separando os diferentes nomes dos autores dos documentos, bem como entre os autores entre si;
  • A indicação do título documento deve ser feita com destaque (em negrito, itálico ou sublinhado).

5.3.2        Exemplos

Artigos de Revistas Científicas

  • JONAS, M. Origem do cancro da mama em pacientes jovens. Revista Médica de Moçambique. Maputo, v.14, p.45-55, may, 1987.

N.B: no caso de artigos de revista, o destaque é feito sobre o título da revista e não do artigo.

Livros

  • MONDLANE, E. Lutar por Moçambique. 2 ed. Maputo: CEA, 1995. 199 p.

Capítulos de livros editados

  • SILVA, T. C. e. Instituições de ensino superior e investigação em ciências sociais: a herança colonial, a construção de um sistema socialista e os desafios do século XXI, o caso de Moçambique. In: SILVA, T. C. e.; ARAÚJO, M. G. M. e CARDOSO, C. (ed.). Lusofonia em África: história, democracia e integração africana. Dakar: CODESRIA, 2005. p. 33-44.

Enciclopédias e dicionários

  • KOOGAN, A.; HOUAISS, A. (ed.). Enciclopédia e dicionário digital 98. São Paulo: Delta, 1998.
  • FOULKES, H.; CARTWRIGHT, R.Sleep. In: ________Encyclopedia Britânica On-line. Disponível em: <http://www.britanica.com/bcom/eb/article>. Acesso em: 5 fevereiro 2000.

Relatórios técnicos, dissertações e teses

  • MANGUE, M. V. Informatização e integração do Sistema de bibliotecas da Universidade Eduardo Mondlane. 2002. 117f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Curso de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Universidade Federal de Minas Gerais, 2002.

Revistas populares e periódicos

  • BROWN, G. Um acordo sobre o crescimento mundial. Jornal Notícias, Maputo, 25 de fev. 2011. Economia, p.7.

Fontes electrónicas (CD-ROMs, Websites)

CD-ROMs

  • KOOGAN, A.; HOUAISS, A. (Ed.). Enciclopédia e dicionário digital 98. São Paulo: Delta: Estadão, 1998. 5 CD-ROM.

Websites

  • MOÇAMBIQUE. MCT. Informe sobre os recursos atribuídos ao sector da C&T 2005 a 2008. Disponível em: http://www.mct.gov.mz/pls/portal/docs/PAGE/ NEWS_EVENTS/CONSELHO_COORDENADOR/FINAN%C3%87AS%20HELENA-FINAL.PDF. Acesso em: 06 Março 2011.

Informações recolhidas nas entrevistas

  • COSTA, L. Docentes móveis não são necessariamente “turbos” [31 de janeiro, 2011]. Maputo: Jornal Notícias. Entrevista concedida a Arsénio Manhice.

Multimédia (vídeos, filmes)

  • CAPOVILLA, F. C.; GUIDI, M. A. A. Recursos de hardware para análise experimental do comportamento humano. [Filme-vídeo]. Produção de Fernando César Capovilla, direção de Mário Arturo Guidi. São Paulo, Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, 1990. 1 cassete VHS / NTSC, 22 min. color. son.

Anais de congresso, conferências ou seminários

  • ZARIFIAN, Philippe. O modelo da competência e suas conseqüências sobre as ocupações profissionais. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL: EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, TRABALHO E COMPETÊNCIAS, 5., 1998, Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: CIET-SENAI, 1998.

Comunicação pessoal

  • C. M. Martins (comunicação pessoal, 3 de Março, 2010).

6      INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Tabelas e figuras

Cada tabela deve ser preparada em página separada, com a mesma fonte e espaçamento do resto do texto. O título deve ser descritivo, conciso e anotado acima delas. Os detalhes explicativos, caso existam, devem ser apresentados imediatamente a seguir à tabela. Os símbolos e as abreviaturas associadas devem ser definidos na legenda.

As figuras devem ser submetidas em formato apropriado para uma impressão com qualidade e para publicação electrónica, podendo estas, se necessário, serem reduzidas sem qualquer distorção. As fotografias, gráficos, desenhos ou diagramas são todos referidos como Figuras. Use a anotação (a), (b), (c), etc. para a identificação das sub-figuras.

Os mapas e fotografias devem ter sempre uma escala. Ilustrações coloridas devem ser submetidas apenas nos casos em que a cor seja necessária para contribuir para uma melhor compreensão da informação. As legendas das figuras devem ser escritas em espaço simples por baixo das figuras e não dentro destas. O título nas figuras deve ser indicado por baixo destas.

As tabelas e as figuras devem ser cuidadosamente revistas. Mudanças das figuras não serão aceites, particularmente, depois do manuscrito ter já sido aceite para publicação.

Ética no Uso de Animais

Os manuscritos que reportam estudos que envolvam o uso de animais ou seres humanos devem ser acompanhados de um certificado de aprovação, passada por uma instituição credenciada no país onde o estudo tenha sido realizado.

Provas

As provas dos manuscritos serão enviadas ao autor indicado como correspondente. Estas devem ser cuidadosamente revistas e devolvidas à Unidade Editorial dentro de 72 horas após a sua recepção.

Cópias impressas (Offprint)

O autor correspondente de cada artigo publicado receberá gratuitamente dois exemplares completos do número da revista na qual foi publicado o seu artigo.

Mudanças de autores

Antes do manuscrito ser publicado, pedidos para remoção ou adição de autores ou reorganização dos nomes dos autores devem ser enviados ao Editor-Chefe pelo autor correspondente. O pedido deve incluir: (a) a razão pela qual o nome do autor deve ser removido, adicionado ou reorganizado na lista de autores; (b) a confirmação escrita (e-mail ou fax, carta) de todos os autores do artigo atestando a mudança. No caso de adição ou remoção de autores esta deve incluir uma confirmação (e-mail, fax ou carta) dos autores propostos para remoção ou para a adição.

Direitos de autor (Copyright)

Os autores são responsáveis por obter uma permissão escrita para reproduzir material já publicado a partir de outras fontes e ser-lhes-á exigido a assinar um acordo de transferência de direitos autorais para a Unidade Editorial da RC-UEM. Todos os manuscritos aceites, suas ilustrações e fotografias tornam-se propriedade desta Unidade Editorial.

Depois da aceitação do artigo, o autor correspondente será solicitado a preencher o formulário de transferência de direitos de autor para a Unidade Editorial da RC-UEM. Este formulário poderá ser enviado ao autor correspondente por e-mail ou obtido na página Web da RC-UEM.

Revisores

O Editor agradece a indicação, pelos autores, de até quatro nomes e endereços de especialistas que possam actuar como revisores do seu manuscrito, desde que estes não sejam da mesma instituição do autor. O Editor, naturalmente, reserva-se ao direito de escolher e contactar estes ou outros revisores.

 

Submissões a esta conferência fecharam em 2021-06-10.